A ideia de liberdade é muito sutil: a grande maioria pensa que ser livre é fazer tudo o que se quiser e, para chegar a isto, tem de ganhar bastante dinheiro. Porém, este conceito é errado porque:

1) não podemos beber água poluída, 2) comer carne estragada, 3) voar como os pássaros, 4) viver na água com os peixes.

Porém, tudo o que é bom, real e belo podemos realizar: 1) ter afeto pelo próximo, 2) dizer a verdade, 3) ajudar a humanidade, 4) ser justo; estou dizendo que somos livres só para realizar o que é bom.

Mas existe outro tipo de liberdade de grande importância, que consiste em ver os próprios erros e enganos, isto é, a prisão em que nos colocamos, a fim de que possamos sair dela; praticamente, esta é a finalidade da Trilogia Analítica.

O que é errado não existe por si e se o ser humano conseguir perceber isso, irá chegar a uma grande felicidade — pois deixará de lutar pelo que é evanescente e ilusório, passando a viver o que é real, isto é, o que é bom, bonito, desenvolvido e apropriado para o seu bem-estar. Os demônios enganaram não só nossos primeiros pais, mas eles continuam até hoje fazendo-nos de bobos e débeis mentais.

Precisamos reagir contra isso, e passar a escolher o que nos beneficia verdadeiramente, e com isso acabaremos com as doenças, as injustiças sociais, a miséria e a fome. Precisamos abrir os olhos para ver que ainda é tempo de voltar atrás e retornar ao Paraíso Terrestre, que está ao alcance de nossas mãos.

Se a pessoa age mal, evidentemente tem de perceber seu sofrimento posterior; se ela aliena tal percepção, o sofrimento aparece em outras manifestações, como as doenças. Qualquer sofrimento é consequência de uma atitude ruim, que deve ser modificada, sob pena de destruir o seu portador.

O papel do medicamento é justamente o de alienar o ser humano; por esse motivo, existe o vício de tomar psicotrópicos, em doses cada vez maiores, para esconder o sofrimento cada vez mais intenso que surge. Isto acontece no campo médico. Na vida social, precisamos ver que adulamos os doentes, os piores indivíduos que alcançam o poder, e nos tornamos joguetes em suas mãos.

A liberdade é essencial ao ser humano: sem ela, não é possível realizar nada absolutamente; todas as forças internas, psicológicas, a inteligência, os sentimentos só podem existir se tivermos liberdade. Aliás, Deus é a total liberdade, e nossa felicidade depende de conseguirmos essa semelhança com Ele, para podermos existir com todas as potencialidades que temos.

 

Norberto Keppe*
Extrato do Livro A Libertação dos Povos – A Patologia do Poder

*Psicanalista, filósofo, cientista social, pedagogo e físico independente, autor de mais de 43 livros, fundador e presidente da SITA – Sociedade Internacional de Trilogia Analítica, que unificou a ciência à filosofia e teologia.

TERAPIA ONLINE para o MUNDO!

Palestras semanais / Cursos Online em diversas áreas / LIVEs interativas / Atendimento Psicanalítico

Por meio de seu corpo docente, nossa Faculdade se une a você, seus familiares e amigos, para prestar serviços de grande utilidade neste momento crucial, oferecendo apoio, informações de qualidade, esclarecimentos, conscientização e autoconhecimento. Tudo com base em mais de 50 anos de experiência e pioneirismo da Psicanálise Integral.

Gostou desta publicação?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir WhatsApp
1
Dúvidas?
Olá!
Dúvidas? Nossa equipe está pronta para atender você!
Skip to content